Atualização: Segunda a Sexta-feira

Domingo estamos de plantão

As informações foram inseridas neste site no dia: 22/05/2019

[Imprimir está página]

[Dê a sua opinião]

[Comunicar erros]

 


Projeto Cápsulas do Saber é atração da 3ª Feira de Ciências, Tecnologias e Invenções
Quatro túneis infláveis serão instalados no Parque Ecológico e cada um desenvolverá um tema diferente, relacionado ao meio ambiente

Foto: Secom Projeto consiste em levar à criança e à população em geral, em linguagem simples e lúdica, informações sobre como evitar grandes catástrofes ambientais e proteger o meio ambiente


O projeto Cápsulas do Saber também marcará presença na 3ª Feira de Ciências, Tecnologias e Invenções, que é organizada pela Prefeitura de Araras e acontece nos dias 30 e 31 de maio, 3, 4, 5, e 6 de junho, no Parque Ecológico e Cultural Gilberto Rüegger Ometto, com entrada franca.
A ação fará com que os estudantes sintam na pele os problemas causados pelos seres humanos ao meio ambiente, como poluição, queimadas, enfrentar a fúria de um furacão ou passar pelos desastres de uma enchente.
Quatro túneis infláveis serão instalados no local e cada um desenvolverá um tema diferente relacionado ao meio ambiente. O projeto consiste em levar à criança e à população em geral, em linguagem simples e lúdica, informações sobre como evitar grandes catástrofes ambientais e proteger o meio ambiente.
O foco principal do trabalho com as Cápsulas do Saber é promover mudanças comportamentais por meio da conscientização dos efeitos nocivos ao ser humano e ao planeta, causados pela perda da biodiversidade e também desenvolver iniciativas inovadoras e sustentáveis para benefício direto da coletividade por meio de atividades socioambientais.

3ª edição
A 3ª edição da Feira de Ciências, Tecnologias e Invenções, organizada pela Prefeitura de Araras, por meio da Secretaria Municipal de Educação, será realizada no Parque Ecológico e Cultural Gilberto Rugger Ometto nos dias 30 e 31 de maio, 3, 4, 5, e 6 de junho, das 8h às 17h. No dia 4, a Feira também será noturna, das 18h30 às 21h30.
Em 2019, 36 unidades de ensino vão desenvolver trabalhos sobre meio ambiente, sustentabilidade, alimentação saudável, mistérios do sistema solar, educação ambiental, entre outros assuntos. Neste ano, haverá também estandes de duas paróquias da cidade, além de representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura da Prefeitura.
Com base nos anos anteriores, a Educação espera que, por dia, passem pelo local de 700 a 1.200 alunos.

O que há em cada Cápsula do Saber:
Cápsula 1: Poluição urbana e queimadas
Nela, há uma simulação atóxica da poluição urbana, sonorização e calor. Os visitantes são surpreendidos por chaminés e escapamentos saindo muita fumaça, o que representa a poluição urbana causada pelas fábricas e carros, barulho de buzinas e carros circulando nas grandes cidades complementam os painéis ilustrativos. O técnico, durante a explanação, tosse, diz ter falta de ar e tem sujeira na pele e nas roupas, caracterizando o ser humano no meio de poluição e queimadas constantes, sempre informando a maneira correta que devemos agir.

Cápsula 2: Desmatamento, seca e lixo tóxico
O técnico interage com os visitantes e estimula a preservação da natureza. Em meio a uma luz especial e calor, muito calor, gerado por aquecedores, os participantes terão a ideia real do que poderá ser o planeta se o homem continuar destruindo as florestas.

Cápsula 3: Furacões
Ao contrário da Cápsula anterior, onde os participantes vivenciam calor, agora sentirão outro efeito das alterações climáticas. Há simulação de ventos, gerados por ventiladores, luzes e sonorização, simulando raios e trovoadas. Imagens devastadoras de furacões famosos completam a apresentação.

Cápsula 4: Descongelamento das geleiras e enchentes
O técnico explicará uma das mais catastróficas consequências do aquecimento global: o descongelamento das calotas polares, promovendo a elevação do nível do mar, causando mudanças radicais no clima da Terra. Também é explicado sobre as enchentes e redução das chances de sobrevivências de várias espécies. Ainda são abordados os problemas como lixo urbano, transmissão de doenças, surtos e epidemias: há lixo no fundo do mar e a simulação de esqueletos de animais, porém a sensação mais marcante é o cheiro podre de material em decomposição que vem com as enchentes e lixo orgânico.
Com informações Secom/Prefeitura de Araras

 

 


 

[Imprimir está página]

[Dê a sua opinião]

[Comunicar erros]

   

 Must See Places In Paris