Atualização: Segunda a Sexta-feira

Domingo estamos de plantão

As informações foram inseridas neste site no dia: 14/08/2017

[Imprimir está página]

[Dê a sua opinião]

[Comunicar erros]

 

Falsas promessas de emprego geram denúncias contra empresas de Araras
Entre janeiro e agosto, já foram 20 queixas contra 4 locais que oferecem cursos. Procon alerta para crime contra o consumidor.
Empresas que oferecem cursos em Araras (SP) estão sendo alvo de denúncias no Procon por falsas promessas de emprego ou encaminhamento para entrevistas. Entre janeiro e agosto já foram 20 reclamações contra quatro empresas da cidade. O órgão de defesa do consumidor orienta para que os moradores fiquem atentos aos contratos e ao histórico da empresa.
Francine de Julio Timhchi está desempregada há 3 anos e recentemente viu um anúncio de vaga e foi chamada para entrevista. No local descobriu que o emprego não existia e era uma maneira da empresa vender cursos de preparação.
“Ela falou que minha computação era muito fraca e que eu precisava fazer um curso para qualificar seu currículo. [Falaram] que não tinha como entrar no mercado de trabalho”, disse.
Desempregada aceitou fazer curso pois teria recebido falsa promessa de emprego em Araras
A vontade de trabalhar era tanta, que ela acreditou e fechou o negócio, mas, no lugar do emprego, ganhou seis boletos no valor de R$ 119 cada um. “Depois que eu parei de frequentar a escola eles começaram a me atormentar. Me ligavam no celular, eu bloqueava o número, eles ligavam de outro número. Eles têm que parar de enganar a gente porque quem está desempregado tem uma esperança de arrumar”, lamentou.
A Prepara Cursos informou em nota que não tem uma prática enganosa e que profissionaliza os alunos e aproxima as vagas das empresas para o público em geral. Informou ainda que é responsável pelo Programa gratuito Mais Empregos, que encaminha alunos e não alunos ao mercado de trabalho.
Procon alerta para crime contra o consumidor
Segundo o Procon, esse tipo de prática é comum e normalmente o vendedor faz toda a negociação de forma verbal, fazendo com que fique mais difícil comprovar o golpe.
A ação caracteriza crime contra o consumidor e por isso deve ser denunciada.
“É uma publicidade enganosa e uma prática abusiva que ocorre contra o consumidor. Esse tipo de ação infelizmente ocorre bastante nesses cursos profissionalizantes, principalmente agora com esse período de crise captar as pessoas se torna ainda mais fácil”, afirmou o gerente do Procon de Araras, Alex Buragas.
Atenção ao contrato e consulta no Procon
A orientação é ficar sempre atento. “Saber quem é, ver as redes sociais, conversar com pessoas que já fizeram. Antes de assinar o contrato, pegue o contrato, leve para casa, leia e se você não concordar com alguma cláusula esse é o momento de conseguir alterar o contrato”, destacou Buragas.
Outra dica é ir até o Procon de Araras para consultar o histórico da empresa e ver se há reclamação de cliente. O órgão atende na Avenida Zurita, 681, bairro Belvedere, de segunda, terça, quinta e sexta-feira das 9h às 13h e no Centro de Atendimento ao Munícipe - CAM - "Guerino Bertolini", na Av. Irineu Carroci 600 José Ometto II, de segunda a sexta-feira das 9h às 16h.
Com informações G1

 

[Imprimir está página]

[Dê a sua opinião]

[Comunicar erros]

   

 Must See Places In Paris